Total de visualizações de página

quarta-feira, 8 de março de 2017

O PRIMEIRO TÍTULO DO RABELLO: Torneio Início de 1960




A primeira competição oficial da Federação Desportiva de Brasília no ano de 1960 foi o Torneio Início (que levou o nome de Taça "Governador Roberto Silveira"), realizado no dia 4 de setembro de 1960, no Estádio Israel Pinheiro, do Guará.
A imprensa escrita e falada foi incansável no apoio à primeira competição oficial da FDB.
Solicitaram inscrição 16 clubes: Associação Atlética Guanabara, Associação Esportiva Edilson Mota (ex-Ecra Futebol Clube), Brasil Central Atlético Clube, Central Clube Nacional, Clube de Futebol e Regatas Alvorada, Clube de Regatas Guará, Consispa Esporte Clube, Defelê Futebol Clube, Esporte Clube Industrial, Esporte Clube Planalto, Esporte Clube Real de Brasília, Expansão Esporte Clube, Grêmio Esportivo Brasiliense, Pederneiras Esporte Clube, Rabello Futebol Clube e Sobradinho Esporte Clube.
Conforme previa o regulamento, os jogos foram realizados em dois tempos de dez minutos cada, sem intervalo. No caso de empate, haveria a decisão por pênaltis, três para cada equipe, na primeira série. O jogo final foi em dois tempos de 30 minutos cada, com intervalo de dez minutos. Apresentaram os seguintes resultados: 
1º jogo - Defelê 0 x 0 Guanabara (na decisão por pênaltis, vitória do Guanabara por 3 x 2);
2º - Grêmio 0 x 0 Expansão (na decisão por pênaltis, vitória do Expansão);
3º - Planalto 1 x 0 Industrial, gol de Édson Galba;
4º - Sobradinho 1 x 0 Real, gol de Pateta, contra;
5º - Edilson Mota 1 x 0 Brasil Central, gol de Alemão;
6º - Pederneiras 2 x 0 Nacional, gols de Gote e Marcionilo;
No 7º jogo, enfrentaram-se Rabello e Alvorada. O Rabello venceu por 1 x 0, gol de Nilo. Os quadros formaram assim: RABELLO – Gaguinho, Leocádio e Paulo; Capixaba, Délio e Alberto; Antônio, Léo, Baianinho, Nilo e Motorzinho. ALVORADA – Carioca, Carlos e Tatão; Valnor, Dequinha e Mossoró; Zezinho, Nicolau, Dandão, Zeca e Piauí.
8º - Consispa 0 x 0 Guará (na decisão por pênaltis, vitória do Guará, por 3 x 2);
9º - Guanabara 1 x 0 Expansão, gol de Valfrido;
10º - Planalto 1 x 0 Sobradinho (gol de Edson Galba, de pênalti);
11º - Edilson Mota 1 x 0 Pederneiras, gol de Cardoso;
12º - O Rabello voltou a campo para enfrentar o poderoso Guará. No tempo regulamentar, o placar não foi alterado: 0 x 0. Com isso, a decisão foi através da cobrança de pênaltis, ficando a vitória com o Rabello.
As equipes foram essas: RABELLO – Gaguinho, Leocádio e Paulo; Capixaba, Délio e Alberto; Antônio, Léo, Baianinho, Nilo e Motorzinho. GUARÁ – Redola, Aderbal, Tostão e Clemente; Boneco e Eluff; Fernando, Carlos, Severo e Cleli. Obs.: o Guará atuou somente com 10 jogadores.
13º - Planalto 1 x 0 Guanabara, gol de Carlos;
Torcedor, Leocádio, Gaguinho, Délio, ???, Alberto, Alaor e Antônio Gomes (técnico)
Matias, Baianinho, Nilo, Calado e Paulinho 
No 14º jogo (semifinal), Rabello e Edilson Mota empataram em 0 x 0. Na decisão por pênaltis, vitória do Rabello, por 3 x 2. Foi expulso de campo o centro-médio do Rabello, Délio.
As equipes atuaram com essas formações: RABELLO – Gaguinho, Leocádio e Paulo; Capixaba, Délio e Alberto; Antônio, Léo, Baianinho, Nilo e Motorzinho. EDILSON MOTA – Cabeludo, Roberto e Osvaldo; Cazuza, Divino e Maia; Dario, Cardoso, Gesil, Negrão e Alemão.
A decisão do torneio, no 15º jogo do dia, entre Rabello e Planalto, agradou aos aficcionados, sendo decidida na prorrogação de dez minutos, quando Nilo, cobrando penalidade máxima aos nove minutos, deu a vitória de 1 x 0 e o título de campeão ao Rabello. Conquistou, assim, o Rabello o primeiro troféu de campeão de sua história.
O Rabello jogou com Gaguinho, Leocádio e Paulo; Capixaba, Antônio e Alberto; Léo, Baianinho, Zé Carlos, Nilo e Motorzinho. Já o Planalto atuou com Issinha, Ventura, Ferreira e Rhodes; Wolney e Cardoso; Ferreira, Moreira, Carlos, Édson Galba e Prego.
Aos campeões foram conferidas medalhas de ouro; aos vice-campeões, medalhas de prata.
Segundo parecer dos técnicos que assistiram a todos os jogos do Torneio Início, o meia-esquerda Nilo, do Rabello, foi a melhor expressão individual e técnica da competição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário